Comissão do Consumidor debate proibição de sacolas plásticas

Comissão do Consumidor debate proibição de sacolas plásticas
Fonte: Guarulhoshoje

Na manhã desta segunda-feira (30), a Comissão Permanente de Defesa dos Direitos do Consumidor reuniu-se presencialmente na Câmara de Guarulhos para debater o PL 4563/2014, de autoria do vereador Lamé (MDB). A medida dispõe sobre a proibição de distribuição gratuita ou venda de sacolas plásticas a consumidores em todos os estabelecimentos comerciais do Município de Guarulhos e dá outras providências.

O encontro contou com a participação de representantes da Associação Comercial e Empresarial – ACE – e da Associação Paulista de Supermercados – APAS – Regional de Guarulhos. O biólogo e assessor técnico do Comitê de Meio Ambiente da APAS, Thiago Pietrobon, apresentou um estudo de caso sobre a utilização de sacolas reutilizáveis em supermercados. De acordo com os dados apresentados, são distribuídas na cidade 985 milhões de sacolas plásticas por ano, que totalizam 3,7 mil toneladas de lixo.

O presidente da Comissão, Jorginho Mota (PTC), afirmou que sua maior preocupação está relacionada à questão ambiental. “O Legislativo tem uma missão muito importante de decidir que rumo vai tomar essa proposta, pois sabemos dos problemas relacionados ao meio ambiente e à destinação do lixo. Vai ser algo muito polêmico, que vai gerar muitas discussões, mas nós, legisladores, temos que passar por esse processo. A população precisa participar, então nós vamos fazer outras reuniões com essas associações, e, inclusive, já temos um novo encontro previsto para o dia 13 de setembro. Eu espero que nós possamos chegar a um entendimento para que a sociedade e o setor privado sejam beneficiados, mas, principalmente, o meio ambiente, que é do que todos nós dependemos e defendemos”, destacou o parlamentar.

Também estavam presentes na reunião os vereadores Jayme Junior (Republicanos) e Romildo Santos (PSD), secretário e membro da Comissão, respectivamente, além do vereador Geleia Protetor (PSDB).

Leia a matéria aqui

Os comentários estão encerrados.