Pneus: o poluente plástico que muita gente ignora – BI 22102019

Pneus: o poluente plástico que muita gente ignora
Boletim do Instituto IDEAIS – BI 22/10/2019

Fonte: National Geographic Brasil

Como pneus são feitos de borracha natural e plástico, é fácil não perceber o quanto eles contribuem para a poluição dos nossos oceanos.

Conforme os pneus percorrem seus quilômetros, eles se desgastam, liberando pequeninos pedaços de plástico sintético – essencialmente plástico – que são levados das estradas para os rios e chegam, finalmente, aos oceanos.

Em 2014, o biólogo John Weinstein e seus alunos de pós-graduação procuravam por microplásticos— pequenos pedaços de plástico degradado que pesquisadores descobriram estar espalhados pelo meio ambiente.

A equipe estava sediada na faculdade militar The Citadel, em Charleston, Carolina do Sul, EUA, onde Weinstein é professor. Trabalhando em uma cidade costeira, eles esperavam encontrar pelo menos algumas evidências de microplásticos que são levados ao oceano. E, de fato, as amostras continuaram a aparecer.

Grande parte do que eles coletaram veio de fontes antecipadas e identificáveis, como sacolas plásticas rasgadas. Porém, mais da metade das amostras eram pretas, tubulares e microscópicas, sem origens óbvias.

“Elas são alongadas, quase como charutos”, diz Weinstein. “Era um mistério.”

Weinstein e seus alunos procuraram ao redor do porto de Charleston por itens comuns de plásticos—como redes de pesca—buscando uma comparação. Mas não havia nenhuma correspondência. O avanço aconteceu quando encontraram plásticos muito semelhantes, em forma de charuto, em uma via navegável, próxima à saída de uma estrada principal. Então perceberam com o que estavam lidando: pedacinhos de pneus de carro.

Continua e ler aqui

Os comentários estão encerrados.