Não faz sentido de usar plástico compostável quando não há um sistema de compostagem

Não faz sentido de usar plástico compostável quando não há um sistema de compostagem

Qual é a vantagem de comprar um veículo econômico na estrada e beberrão nas cidades se ele é usado no trânsito urbano na grande maioria das vezes?
Essa falta de sentido também acontece com a adoção de plásticos compostáveis quando eles não são destinados para usinas industriais de compostagem de resíduos orgânicos.

Plásticos compostáveis fazem parte de um sistema fechado, onde resíduos orgânicos são acondicionados nestes plásticos e são destinados exclusivamente para as usinas industriais de compostagem.
Quando estes caríssimos plásticos compostáveis vão parar no meio ambiente, nos aterros ou nos lixões, não vão biodegradar em conformidade com os regulamentos e vão permanecer como poluição plástica.
E se forem parar na reciclagem, confundidos com plásticos comuns, vão destruir todo o lote do plástico que seria reciclado.

O uso de plásticos compostáveis sem a destinação para usinas de compostagem não faz sentido algum, não contribui para a eliminação da poluição por lixo plástico no meio ambiente e toda essa inutilidade custa até 400% a mais do que os plásticos comuns e do que os plásticos biodegradáveis por processo de oxidação.

Os comentários estão encerrados.