Mar de plástico ameaça a vida marinha

Mar de plástico ameaça a vida marinha
Fonte: FolhaPE
Estimativa da ONU aponta que todos os anos oito milhões de toneladas do material são lançadas no mar, levando à morte 100 mil animais marinhos. Se nada mudar, até 2050 haverá mais plástico que peixes nos oceanos
Se antes o plástico era tratado como mocinho, hoje ele é o vilão ecológico da vez: a cada ano, oito milhões de toneladas do material vão parar nas águas dos oceanos, levando 100 mil animais marinhos à morte, em média, conforme a Organização das Nações Unidas (ONU) Meio Ambiente. E o cenário futuro não é nada animador – se continuarmos assim, até 2050, pode haver mais plástico que peixes nos mares, alerta a instituição. Para se ter uma ideia do quão esse vilão é duro de matar, alguns tipos de plástico, como o PET, usado em garrafas de refrigerante, levam até 200 anos para desaparecer da natureza. O segredo para essa resistência toda é que o plástico é feito de polipropileno ou poliestireno, materiais que não são biodegradáveis. E não é novidade dizer que quem sempre paga essa conta é a natureza.

continue a ler aqui

Os comentários estão encerrados.