Inspirado para combater a poluição por plásticos? Tente uma auditoria de marca!

Inspirado para combater a poluição por plásticos? Tente uma auditoria de marca!
Fonte: Greenpeace
Tradução livre

A poluição por plásticos é uma crise : enche nossas vias navegáveis, ruas e casas, prejudicando a vida selvagem e a saúde humana. Microplásticos e toxinas da fabricação de plástico estão frequentemente no ar que respiramos e na água que bebemos. Nosso entendimento dos efeitos devastadores do plástico sobre as comunidades e o meio ambiente está crescendo – e também o entendimento de que a única maneira de impedir isso é fazer menos plástico . No entanto, as indústrias globais de produção e embalagem de plástico planejam expandir a produção de novo plástico em quase 40% nos próximos anos.

A boa notícia é que podemos revidar! Grande parte do plástico que polui nossas comunidades vem claramente com o nome de uma empresa, o que significa que podemos responsabilizar essas empresas . Membros do movimento Break Free From Plastic de todo o mundo se uniram para expor essas marcas por seus hábitos imprudentes de embalagem. No Dia Mundial da Limpeza em 2018, milhares de voluntários em centenas de cidades relataram as marcas encontradas em seus parques, ruas e praias. Usamos os dados para destacar exatamente como algumas das maiores e mais conhecidas empresas do mundo estão destruindo o planeta. Com base nos resultados da auditoria, identificamos os principais poluidores de 2018: Coca-Cola, PepsiCo e Nestlé .

Empresas como a Nestlé estão começando a responder . Eles vêem que suas práticas de embalagem estão rapidamente se tornando obsoletas e impopulares. Eles começaram a fazer promessas para reduzir o impacto da poluição por plástico, mas as opções míopes das grandes empresas estão muito longe da mudança completa nos métodos de embalagem que precisamos urgentemente . E precisamos manter a pressão.

Portanto, este ano planejamos aumentar ainda mais – é aí que você entra.

Leia o original em inglês aqui

Os comentários estão encerrados.