Descartáveis plásticos não biodegradáveis e oxidegradáveis banidos na União Europeia até 2021

Boa notícia no combate contra o lixo plástico descartável. Ótima notícia para a natureza. E como fica para a indústria plástica e consumidores de descartáveis?

A UE aprovou ontem, 21/05/2019, medida que proíbe até 2021 diversos produtos plásticos não biodegradáveis e também os chamados oxidegradáveis, que são aqueles plásticos aditivados que somente degradam o produto em micropartículas de plástico, o chamado microplástico. Microplástico também é o resultado da degradação dos plásticos comuns não biodegradáveis.

Na realidade, todos os plásticos comuns também são degradáveis por oxidação e geram microplásticos da mesma forma que os oxidegradáveis e a medida de banimento dos oxidegradáveis por acabar proibindo todos os plásticos comuns. É preciso que o parlamento esclareça esta questão.

A proibição de uso de aditivos e plásticos oxidegradáveis é de suma importância e finalmente esclarece a principal diferença entre o que é biodegradável (como são os oxiBIOdegradáveis) e aqueles que seduzem a população com o falso apelo ecológico como é o caso dos oxidegradáveis.

A boa notícia é que os plásticos oxiBIOdegradáveis de verdade, aqueles certificados, inclusive pela OPA e IDEAIS, assim como os plásticos compostáveis de verdade, certificados pela BPI etc, não estão banidos pois atendem os requisitos de biodegradar em água, biomassa e dióxido de carbono (e metano no caso dos compostáveis em condições de ausência de oxigênio). A diferença entre estes tipos de plásticos biodegradáveis está onde a biodegradação acontece: Em ambiente aberto ou em usinas industriais de compostagem, respectivamente.

Abaixo você pode conferir a diferença entre  oxidegradável e oxiBIOdegradável definida por norma da União Europeia.

Os empregos na indústria plástica, a riqueza gerada pelo setor, a comodidade, higiene e economia proporcionada pelos plásticos serão mantidos, assim como o mais importante: O lixo plástico não biodegradável e também os microplásticos tendem a ser reduzidos contribuindo na redução da poluição, evitando a morte da vida selvagem e acabando com estas fontes de microplásticos que já contaminam o ar, nossos alimentos e a água que bebemos.

Leia a notícia do banimento aqui
Fonte: Sol Sapo

Os comentários estão encerrados.